Shadow

Bitcoin inicia 2º dia com alta e tenta romper US$ 40 mil após Fomc

criptomoedas bitcoin 4 alta

Após se aproximar de US$ 37 mil dois dias atrás, o Bitcoin (BTC) registra hoje o segundo dia consecutivo de alta e tenta mais uma vez romper o patamar de US$ 40 mil. Esse valor foi alcançado por um curto espaço de tempo quando o Federal Reserve anunciou as decisões tomadas na última reunião do Federal Open Market Committee (Fomc).

Às 7h20 de hoje, (05/05), a criptomoeda com maior valor de mercado é negociada a US$ 39.518, em alta de 1,5% no acumulado de 24 horas.

Segundo comunicado do Fomc, “os ganhos de emprego foram robustos nos últimos meses e a taxa de desemprego diminuiu substancialmente” e os “gastos das famílias e o investimento fixo das empresas permaneceram fortes”.

Alexandre Ludolf, Diretor de Investimentos da QR Asset Management afirmou que “Tanto a alta de 50 pontos quanto o ritmo de redução do balanço foram dentro do esperado e em linha com a expectativa geral do mercado”.

criptomoedas 6 3

“Até agora, o mercado reagiu bem a isso, com ativos de risco subindo após essa decisão. Ainda tem muito pra passar debaixo da ponte, e vai ser crucial avaliar a dinâmica inflacionária nos próximos meses”, avalia Ludolf.

CONFIRA AQUI AS CORAÇÕES DAS PRINCIPAIS CRIPTOMOEDAS EM TEMPO REAL

O Índice de Ganância do Bitcoin

O Índice do Medo e Ganância do Bitcoin, que mede sentimento de mercado, teve que colocar seu marcador no ponto de “medo extremo”, indicando uma busca menor dos investidores por por risco entre os traders de criptomoedas. O índice estava no marcador de “medo” nos últimos meses, marcando uma mudança decisiva no sentimento de “ganância extrema” visto em novembro do ano passado.

Para que esse índice melhore, segundo a Alternative.me, que atualiza o indicador, exigiria um aumento no preço do Bitcoin com um aumento gradual no volume de negociação e na volatilidade.

Na maioria das vezes, altos volumes de compra em um mercado que sobe diariamente indicam tendência de alta, diz a empresa.

criptomoedas baratas e promissoras

Um dos principais componentes que puxam o índice, com peso de 10%, é a taxa de dominância do Bitcoin, que representa a fatia da criptomoeda no valor de mercado total das criptos.

O BTC vem superando as altcoins até agora este ano, mas perdeu parte do ímpeto nos últimos dias. Para especialistas, o movimento pode indicar mais otimismo entre traders no curto prazo.

Alívio no Bitcoin impulsionou o Ethereum

Nesta quinta, por exemplo, o alívio momentâneo do Bitcoin acabou deixando os investidores confortáveis novamente para apostar no Ethereum (ETH), que demorou mais para reagir em meio à incerteza no mercado.

O ativo digital sobe mais forte que o BTC hoje e valoriza 3,2% em relação ao mesmo horário ontem, atingindo US$ 2.928 e abrindo caminho para ganhos de dois dígitos entre diversas altcoins.

Para hoje, o destaque é a Ziliqa (ZIL), que vinha de correção após um rali que precedeu o lançamento de um projeto de metaverso, e volta a engatar forte alta de quase 30%.

A criptomoeda é seguida de perto pela Waves (WAVES), outra cripto que corrigiu recentemente e agora sobe cerca de 23% – ambas estão no zero a zero no acumulado da semana.

criptomoedas bitcoin 2

Enquanto isso, do lado negativo das criptos, quem acaba saindo na pior são as criptomoedas ligadas a stablecoins que vêm de crescimento recente, mas agora parecem sofrer com a possibilidade de perda de usuários para a Decentralized USD (DUSD), da Tron (TRX). A Terra (LUNA), que alimenta a cripto alinhada ao valor do dólar Terra USD (UST), cai 1,6% hoje, e a Bonded Luna (BLUNA), que representa Luna depositada em produtos de rendimento (staking), cede 2%.

A Frax Share (FXS), ligada à stablecoin Frax (FRAX), recua 0,8%.

Mais notícias em breve!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.