Shadow

O que esperar da Terra 2, a nova Luna

terra 2.0 luna

O projeto Terra 2 foi lançado em 28 de maio, 15 dias após o colapso da antiga Luna – um ecossistema que derreteu quase US$ 60 bilhões em valor de mercado – e mudou seu nome para Luc.

O objetivo das novas criptomoedas é recuperar fundos perdidos por meio de airdrops, termo usado para definir a distribuição gratuita de tokens. Cerca de 70% foram para os antigos investidores do ecossistema, enquanto os outros 30% foram reservados para novos titulares.

Parece que essa estratégia não funcionou. Quando foi lançado no final de maio, o Terra 2.0 despencou 70%, de US$ 17 para US$ 5,50 em pouco mais de um dia. O ativo até esboçou uma recuperação, ultrapassando US$ 7 no início de junho, mas a tendência de baixa permanece forte com a moeda digital abaixo do nível de US$ 3.

Com o Terra 2.0, como ficou o antigo projeto Luna?

O ex-Luna é considerado um dos dez principais projetos de criptomoedas do mundo por capitalização de mercado. “Ela surgiu com o conceito de uma stablecoin emparelhada com o dólar americano + 2,23% para tornar a volatilidade do mercado inerente aos criptoativos mais estável”, explicou a advogada especialista em direito digital Elaine Keller.

criptomoeda luna 2

Ele detém a stablecoin UST baseada em estrutura algorítmica, +2,23% em relação ao dólar americano. Quando o preço das stablecoins UST é superior ao dólar, a Terra incentiva as pessoas a trocá-las por Lunas, permitindo que os investidores lucrem. Quando o dólar se valorizou em relação à stablecoin UST, eles encorajaram o movimento oposto.

Tudo começou com rumores no mercado de que o UST havia perdido a paridade com o dólar. Enquanto os investidores pensavam que era apenas uma reação emocional, essa preocupação foi confirmada com o lançamento do novo token.

Ao contrário das stablecoins mais tradicionais apoiadas por moedas fiduciárias, que usam o dólar americano como reserva de valor, o ecossistema usa algoritmos para garantir que os ativos digitais sejam combinados com seus equivalentes. Quando o UST desvalorizou, mais stablecoins foram emitidas e o antigo LUNA foi “queimado” para equilibrar a oferta.

acoes prejuizo luna

“A ideia de gerar relativa estabilidade no mercado de criptomoedas não se mostrou bem-sucedida na prática”, analisou Keller. Mecanismos automáticos levam a abocanhar os antigos Luna e UST, efetivamente zerando seu valor de mercado e fazendo com que seus criadores simplesmente abandonem o projeto.

Em muito pouco tempo, decidiu adotar um hard fork em meio à turbulência criada pelas consequências da crise. “Neste caso, as fortes inseguranças do mercado impossibilitam o real interesse e sucesso da versão 2.0”, comentou o advogado.

Então, de acordo com analistas financeiros, a Terra 2.0 nasceu da decadência e não parece ter um futuro promissor. “Em suma, no momento é apenas uma moeda que oscila devido à especulação de alguns investidores, mas isso não leva a um plano sólido para ser considerado um bom investimento”, acrescentou o especialista pra finalizar.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.