Shadow

Fundos do projeto LUNA tem pedido de congelamento pela polícia coreana

luna 2

O pedido seria para impedir que a organização por trás da plataforma Terra Luna consiga retirar ativos supostamente desviados. A notícia foi divulgada pelo portal KBS News nesta segunda-feira (23/05).

A Polícia Metropolitana de Seul formalizou o pedido direcionando a proibição a várias exchanges de criptomoedas que proíbam a Luna de retirar fundos. Até o momento não sabemos se a solicitação da polícia foi cumprida ou não pelas exchanges.

Como já vimos aqui no portal, a Terraform Labs perdeu US$ 30 bilhões neste mês quando a stablecoin UST e sua criptomoeda irmã Terra (LUNA) entraram em uma espiral mortal, deixando milhares de investidores no prejuízo.

bitcoin criptomoedas luna

A Luna Foundation Guard encarregou-se de tentar proteger a paridade da UST usando um cofre de bilhões de dólares em Bitcoin (BTC), mas falhou.

Outro fator grave nessa notícia é que o CEO da Terraform Labs, Do Kwon, é suspeito de crimes financeiros e está enfrentando uma investigação por evasão fiscal aberta por uma unidade policial sul-coreana conhecida como “Grim Reaper”.

LUNA recentemente derreteu. A stablecoin UST se distancia cada vez mais do seu objetivo de acompanhar o valor do dólar norte-americano, ao ser cotada em US$ 0,10.

acoes prejuizo luna

Toda a queda acontece em meio a uma série de fatores que favoreceram o que já podemos chamar de um dos maiores desastres da era das criptomoedas.

A UST é uma stablecoin – criptomoeda estável – que foi criada para acompanhar o valor do dólar norte-americano. Porém, ao contrário de suas concorrentes, ela não possui reservas na moeda fiduciária. Ao invés disso, se utiliza de um modelo algorítmico engenhoso para garantir a paridade com o dólar: para cada UST emitida, um dólar em LUNA é queimado, ou seja, é eliminado.

Recentemente, o criador da LUNA tentou salvar sua ciação.

A ‘reação’ da Luna

No dia 18/05, o fundador da Terraform Labs, Do Kwon, em pessoa, fez o anúncio de que a LUNA poderia ser salva. O plano é proposta de governança na blockchain (on-chain) que cria uma nova versão da criptomoeda Terra (LUNA) mesmo após resultados nada satisfatórios indicarem que o plano de hard fork da blockchain tem poucos membros a favor na comunidade.

“A proposta de governança nº 1623 da Terra para renomear a rede existente para Terra Classic e LUNA Classic ($LUNC) e começar o renascimento de uma nova blockchain Terra e LUNA ($LUNA) foi lançada”.

Kwon também divulgou que tinha o apoio de mais de 15 “desenvolvedores da Terra”.

O termo Hard fork não é muito bem visto. Ele se refere à separação de uma rede que roda um certo protocolo com regras diferentes da rede existente. O resultado são duas blockchains separadas. Uma se tornará a “principal”.

Na enquete feita, até o momento 64% das pessoas que votaram na proposta on-chain apoiavam o hard fork, enquanto 34% eram contra a medida.

economia 1 luna

Por que a maioria votou “não” se o plano era para salvar a cripto?

Para os analistas, o principal motivo é a perda de confiança na blockchain Terra e em Kwon. esse fator foi o principal no resultado da enquete preliminar online.

“O primeiro desafio da comunidade da Terra com o novo fork proposto por Do Kwon é a confiança. Caso a equipe escolha prosseguir com o fork, vai ser necessário aumentar a confiança das pessoas. Portanto, a Terra precisa introduzir o fork com toda a responsabilidade e fazer checagens adicionais, procurando por vulnerabilidades.”

Afirmou Dmitry Mishunin, fundador da empresa de segurança em DeFi HashEx..

Enquanto isso, alguns importantes gestores de fundos afirmam que o time da Terra pode fazer o fork da blockchain independentemente da opinião da comunidade.

Até o fechamento dessa matéria nenhuma informação relevante sobre a LUNA ou sobre o pedido feito pelas autoridades coreanas chegou até nós. Mais notícias em breve.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.