Shadow

Com queda do Bitcoin empresas de mineração tem grande prejuízo

bitcoin cai 3

As constantes oscilações do Bitcoin não estão refletindo muito bem nas empresas especializadas na mineração de criptomoedas. As empresas que fazem unicamente a mineração do BTC estão entre as que mais vem sofrendo com as quedas.

O BTC, opera em baixa de mais de 50% desde sua máxima histórica

As coisas não estão caminhando muito bem para o Bitcoin em 2022. A verdade é que a moeda está em um momento delicado, alguns diriam difícil.

Recentes quedas, fizeram com que o preço da criptomoeda chegasse a estar mais de 50% abaixo de sua máxima histórica, atingida no final de 2021.

Aí é que entra o famoso efeito dominó: as empresas de mineração tem amargado prejuízos, com desvalorização de suas ações.

hackers criptomoedas 1 1

O Bitcoin e a indústria da mineração

No início, quando ainda era pouco conhecida, a mineração de bitcoin era pouco disputada e muito lucrativa.

Hoje em dia, as empresas de mineração estão listadas na Nasdaq e na Bolsa de Valores de Toronto e fecharam a última quarta-feira, 1º, com suas ações em queda. Fomos informados de que algumas empresas tiveram prejuízos grandes, como a Core Specific, que caiu 14,16%, e a Hut 8, com queda de 11,31%, ambas na Bolsa de Valores de Toronto.

No mês de maio, a receita gerada pela mineração de bitcoin foi em torno de US$ 906,2 milhões, um número 21,6% menor que o mês de abril, de acordo com dados da The Block Research.

Se fizermos uma comparação com outubro de 2021, a queda é ainda maior, de cerca de 47%. De lá pra cá, as receitas de empresas de mineração vem caindo, com exceção do mês de março, que obteve um ligeiro aumento.

na época citada acima, o preço do bitcoin oscilava entre cerca de US$ 50 mil e US$ 60 mil. Sendo assim, podemos fazer diretamente uma suposição matemática de que como boa parte da receita destas empresas é gerada em unidades da criptomoeda, a partir das recompensas recebidas através da interminável mineração, essas empresas podem SIM ter sido diretamente impactadas pela queda no preço do bitcoin.

bircoin

Atualmente o BTC amarga uma cotação de menos de US$ 30 mil. essa semana não foi muito favorável para a maior criptomoeda do mundo e pode ser que até o fim do dia, esta a seja a 10ª semana de ‘prejuízo’ para os investidores e traders.

A empresa The Block Research, informou após uma minucioso levantamento no mercado que parte desse bitcoin veio do subsídio de recompensa em bloco (US$ 890,01 milhões) e apenas uma pequena parte das taxas de transação (US$ 16,18 milhões).

Uma das mais conhecidas empresas de mineração, a Bitfarms, teve que ver essa semana suas ações serem negociadas com uma queda real de 6,47% na Nasdaq e 6,69% na Bolsa de Valores de Toronto na última quarta-feira, 1º de Junho.

No comunicado oficial emitido pela empresa, a produção média (mineração) diária de bitcoin da empresa aumentou para 13,9 BTC por dia — um aumento de 3% em relação a abril. Em maio de 2022, a Biftfarms minerou 431 unidades da criptomoeda.

bitcoin 3

Ben Gagnon, diretor de mineração da Bitfarms comentou que “As operações de mineração da Bitfarms continuam lucrativas, mesmo com a queda nos preços do bitcoin”.

Em contrapartida, os mineradores de ether tiveram 1,08 vez mais receita do que os mineradores de bitcoin em maio de 2022.

A Ethereum está vivendo seus últimos dias de mineração do jeito que conhecemos. Uma atualização está prevista para ser implementada ainda em 2022 e deve mudar o mecanismo de consenso da rede para prova de participação. Esse modelo, vai escolher seus validadores a partir da quantidade de moedas que eles possuem bloqueadas na rede.

Mais notícias em breve!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.